NF de entrada e saída? Entenda a importância para o seu negócio!

4 minutos para ler

Alguns documentos emitidos internamente nas organizações são de fundamental importância, não só para o cumprimento dos dispositivos ficais, mas também para processos internos nas empresas. A emissão de Notas Fiscais é um desses exemplos.

Há dois tipos principais: a NF de entrada e saída. Saber como funciona cada uma e quando elas devem ser emitidas é fundamental para que você possa ter um maior sucesso no registro delas.

Neste post, vamos mostrar os principais pontos de cada uma e como emiti-las. Boa leitura!

O que é a NF de entrada?

A Nota Fiscal de entrada é o documento que registra a entrada de um produto ou serviço em seu negócio e deve ser emitida nos seguintes casos:

  • devolução de uma determinada venda, com o produto voltando para o estoque;
  • quando um autônomo processa ou industrializa determinado item;
  • quando há o retorno de itens que foram para exposições e que estão retornando ao negócio;
  • quando houver entrada de mercadoria vinda de importação do exterior.

O que é a NF de saída?

A Nota Fiscal de saída é aquela emitida quando um cliente adquire um produto ou serviço. Ela precisa ser elaborada previamente, já que o item não pode sair do seu armazém sem a nota, identificando-o.

Quais os impactos da emissão dessas duas notas?

A emissão de Nota Fiscal, seja ela de entrada ou saída, tem um papel importante nas organizações e, portanto, é importante que você tenha consciência sobre isso. Veja os principais impactos trazidos para o negócio a seguir.

Cumprimento dos dispositivos legais

A emissão de NF, lembramos, é uma obrigatoriedade fiscal e, portanto, é fundamental que você esteja atento a essa questão para minimizar problemas que possam envolver sanções, multas e prejuízos a longo prazo.

Controle de estoque eficiente

Ao registrar uma nota fiscal de entrada, você terá um documento registrando a chegada de um item em seu estoque. Isso pode ser importante, principalmente, para um bom controle das mercadorias.

Por meio da Nota, é possível, por exemplo, identificar quando um produto devolvido retornou ao estoque, com as datas devidamente especificadas, bem como as características do item. Isso auxilia em diversos pontos, desde a uma gestão de estoque mais eficiente a estratégias de venda mais agressivas.

Melhoria na gestão

É fato que uma gestão eficiente perpassa por um controle de todos os processos da empresa. Se há falha em alguns pontos, os resultados podem ser desastrosos. Por isso, os documentos de registro, como a Nota Fiscal, cumprem um papel importante para auxiliar nesses processos, identificando entradas e saídas de itens de forma precisa, com registros documentais de cada transação.

Como emitir NF de entrada e saída?

Bom, agora que você sabe os principais benefícios da emissão de Nota Fiscal de entrada e saída, é importante saber como emiti-las sem erros. A elaboração das duas é bem semelhante.

Você pode utilizar, por exemplo, um software de gestão de dados, no qual registrará todas as informações necessárias sobre o produto ou serviço, atentando-se para as classificações exigidas pela legislação vigente.

Lembre-se, também, da necessidade de guardar os registros de emissão de Nota Fiscal, pois eles serão necessários para as declarações futuras de Imposto de Renda e em caso de fiscalização dos órgãos competentes. Além disso, os documentos devem ser lançados no respectivo livro de registro de compra e venda.

Para evitar erros que possam gerar despesas desnecessárias no futuro, uma opção é contar com um escritório de contabilidade para emissão de NF de entrada e saída, que ficará responsável por essa tarefa, permitindo que os responsáveis pela sua empresa possam atuar de forma consistente em outras funções importantes.

Gostou deste conteúdo? Quer mais dicas importantes para seu negócio na área contábil? Siga nosso perfil no Facebook, Linkedin e Instagram e acompanhe nossos conteúdos em seu feed!

Você também pode gostar

Deixe um comentário