Quer saber como fazer a apuração de lucro da empresa? Veja aqui!

3 minutos para ler

O lucro é o resultado esperado de uma empresa que investiu seus recursos e dedicou tempo e esforço para que o negócio desse certo. Nesse sentido, é normal que o gestor espere obter o rendimento adequado conforme o tipo de produto ou serviço que é oferecido no mercado.

A apuração de lucro da empresa é uma das tarefas mais importantes dentro de uma instituição e leva em consideração vários fatores. Para entender o que é lucro, é necessário conhecer outros assuntos que estão relacionados, como a margem de lucro, os tipos de impostos incidentes e o regime tributário escolhido pela empresa.

Neste post, vamos apresentar algumas práticas que devem ser adotadas para fazer a apuração de lucro da empresa. Continue a leitura!

Entender os impostos incidentes

A empresa tem a obrigação de fazer o recolhimento de impostos, que variam conforme o regime tributário e o porte do empreendimento.

De uma maneira geral, os principais impostos pagos pelas empresas são:

  • IRPJ: imposto que incide sobre o rendimento das empresas;
  • COFINS: contribuição de natureza federal que incide sobre o faturamento da empresa;
  • PIS: contribuição de natureza federal e de cunho social voltada para o pagamento do abono e seguro-desemprego;
  • CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
  • ICMS: imposto de competência estadual que incide sobre a circulação de mercadorias e determinados serviços;
  • ISS: tributo de competência municipal que incide sobre a prestação de serviços.

Verificar os percentuais de presunção de lucro

A margem de lucro se refere ao valor que é obtido após a venda de um determinado produto ou depois da realização de um investimento. É importante levar em consideração alguns fatores para se chegar ao percentual da presunção de lucro. Confira.

Margem bruta

Consiste no valor total de lucro que uma empresa ganha a cada venda. Trata-se do valor de venda subtraído do seu custo de produção. Para fazer o cálculo efetivo, também é necessário observar alguns elementos específicos, como outros custos operacionais que mantêm o negócio — o de matéria prima utilizada para a fabricação das mercadorias e as verbas que são pagas aos funcionários para atuar nas funções, por exemplo.

Margem líquida

Esse lucro se refere ao valor que o empresário ganhou com relação a cada produto vendido. Após obter o valor de margem bruta, é necessário realizar um novo cálculo e subtrair as demais despesas com as quais o empreendimento deve arcar.

Margem de distribuição

Esse valor se refere à quantidade de mercadorias que devem ser vendidas de modo a compensar todos os gastos que foram realizados nos procedimentos até que o item fosse colocado à venda.

Definir o tipo de lucro

O lucro pode ser dividido em Lucro Real ou Presumido, conforme o regime tributário da empresa. O Lucro Real apura o valor do lucro líquido, ou seja, o cálculo leva em conta a diferença entre a receita, os custos e as despesas. Por sua vez, o Lucro Presumido define a margem de lucro sobre as receitas que foram apuradas em determinada operação.

A apuração de lucro da empresa é uma tarefa que requer o auxílio de um profissional especializado no assunto. Por isso, o ideal é contar com o apoio de uma empresa de contabilidade confiável e idônea no mercado.

Entre em contato com a First Contabilidade e saiba como deixar a sua situação fiscal e contábil em dia!

Você também pode gostar

Deixe um comentário